Irish Red Ale – Resultados

E depois de uma longa espera a primeira Caseira com Estilo ficou pronta, e bem bonita.

Nessa minha receita de Irish Red Ale optei por uma receita com maltes Pilsen, Crystal e cevada torrada, numa proporção de 90,5%, 7,5% e 1.9% respectivamente. O lúpulo escolhido foi o East Kent Goldins, um lúpulo inglês tradicional que dá um leve amargor e não acrescenta muito aroma, em uma única adição a 60 min do final da fervura. E por fim, o Nottingham foi o fermento escolhido e a fermetação feita a temperaturas um pouco mais baixas, entre 15 e 18 c, que o tradicional para Ales. A intenção foi criar uma cerveja maltada, de corpo baixo para médio, com baixo amargor e cor acobreada.

O resultado geral foi muito bom, a brejinha ficou com um ótimo aroma maltado, porém no sabor o lúpulo apareceu um pouquinho além do que esperado, mas sem no entanto comprometer. O corpo ficou de baixo para médio, com baixa carbonatação, como é típico do estilo, porém formando um bela espuma clara, que não é muito persistente. A cor ficou bem dentro do estilo, um cobre com uma bela nuance avermelhada, uma bela ruivinha.

Abaixo algumas fotos da brassagem e o resultado final.

Já estou preparando a próxima, logo teremos novidades. Alguém aí se arrisca a tentar adivinhar qual vai ser o próximo estilo?

Marcado com: , , , , , ,
Publicado em Homebrew, Style

Irish Red Ale – Características

Como é característico da maioria dos estilos britânicos, sobretudo os do norte, a Irish Red Ale tem pouco ou nenhum aroma de lúpulo, e amargor bem suave. Em geral usa-se somente lúpulo de amargor e em quantidade pequena o suficiente para apenas balancear o maltado. O malte desempenha papel preponderante tanto no aroma como no sabor, deixando um suave sabor de caramelo proveniente dos maltes especiais. O final é limpo, ligeiramente seco e com um suave torrado, por conta da cevada torrada que é usada para dar cor à bebida.

Por ser um estilo feito para criar cervejas fáceis de beber, idealmente tem corpo leve a médio. Não costumam apresentar espuma muito densa e em geral de cor bem clara, praticamente branca. A cor costuma variar entre o ambar e o cobre com uma profunda matiz avermelhada, que dá nome ao estilo, especialmente perceptível quando observada contra a luz. Deve ser idealmente bem límpida ou com pouca turbidez.

Como o próprio nome do estilo diz, é uma Ale, mas existem algumas cervejas do estilo feitas como Lager, porém em qualquer dos casos o fermento não deve deixar traços de aroma e sabor na cerveja.

Por ser uma cerveja leve é ideal para o dia a dia e costuma ser servida gelada entre 4° e 7°C e é ideal para acompanhar um bom papo ou futebol na TV com os amigos. Os sabores suaves da cerveja não fazem dela uma boa companheira para pratos ou comidas de sabores muito fortes, que podem acabar por encobrir completamente a bebida.

No próximo post falarei um pouco de como fazer uma Irish Red Ale em casa…

Marcado com: , ,
Publicado em Style

Irish Red Ale – História

The beautiful red hue of an Irish Red Ale

E pra estrear o blog um dos meus estilos preferidos, e um estilo bastante controverso também.

As controvérsias em torno da Irish Red Ale provavelmente existem pelo fato de ser bem difícil traçar a origem histórica do estilo. Tradicionalmente muitas das cervejas feitas na Irlanda são derivados ou bastante parecidos com as English Bitter ou Pale Ale, e por isso alguns consideram a Irish Red apenas um sub-estilo destas. Outros entendem que o estilo tem vida e características próprias. Em geral as IRA são Ales, mas eventualmente pode-se encontrar Lagers também, porém as características são basicamente as mesmas. E pra aumentar a confusão em torno do estilo, algumas cervejarias americanas pegaram tradicionais receitas de American Amber Ales, adicionaram cevada torrada e começaram a chama-las de Irish Red.

Smithwick's Irish Red AleUma possível origem para o estilo data de 1710 na cidade de Kilnenny, e se confunde com a história da cerveja Smithwick’s a marca mais famosa do estilo dentro da Irlanda, quando fabricantes de cerveja começaram a adicionar cevada torrada a receitas de English Pale Ales, com o intuito de adiocionar um pouco mais de cor e um leve sabor torrado e mais seco à cerveja, mas ainda assim mantendo a cerveja leve e fácil de beber. Eventualmente algumas outras cidades irlandesas começaram a copiar essa receita dando origem ao estilo.


Murphy's Irish Red ale
Apesar das variações e incertezas a respeito da origem o estilo se firmou e hoje é mundialmente reconhecido e apreciado, apesar de na própria irlanda não ser o  estilo preferido, ficando em segundo plano para as Irish Stout, como a Guinness. Todas as Irish Red Ales fabricadas por cervejarias irlandesas seguem as características básicas do estilo, que descreverei no próximo post, e algumas das mais famosas marcas são a já citada Smithwick’s, Beamish Red Ale, Caffrey’s Irish Ale, Goose Island Kilgubbin Red Ale e a mais conhecida fora de seu país de origem Murphy’s Irish Red.


Marcado com: , , ,
Publicado em History